sábado, 3 de julho de 2010

Outro tempo começou

Arrumei um emprego. Aê nunca pensei que diria isso. Não é o melhor do mundo, e nunca será o que eu acho que merço, mas é o que me tirou do sofá. Saí da minha zona de conforto, do meu quentinho. Acordar as 6:15 da manhã, tomar banho e sair de casa, pegar o ônibus em direção à estação de metrô. Não se pode perder o ônibus porque senão tudo atrasa, o relógio é meu melhor amigo ou pior inimigo, sei lá, ás vezes faz pirraça.
Metrô em São Paulo das 6 às 8 da manhã não é de Deus, é uma espécie de bem-vindo ao inferno. Parabéns, você faz parte do mundo adulto. Levo uma hora de casa ao trabalho nem considero tanto tempo assim. Faz só uma semana que eu tô nessa vida, a princípio é divertido, são mil promessas e exemplos de pessoas que venceram na empresa, e mil e uma expectativas minhas, estou em fase de adaptação, tô conhecendo novas pessoas e já me identifico com algumas.
A única certeza que tenho sobre trabalhar, é que no dia de pagamento só terei um pensamento...
Puta que pariu, trabalhei o mês inteiro pra ganhar isso?
Outo tempo começou, bem-vinda ao proletariado.

Um comentário:

  1. E o dinheiro contado.
    Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir